Não tenham filhos!

Montanha Russa

Ter filhos é como entrar numa montanha russa. Primeiro vocês decidem se entram ou não.

Muitos, não chegam a entrar nessa ”montanha russa” por medo. O medo afasta muita gente de fazer grandes e maravilhosos feitos, e depois, passam a velhice lamentando-se por não terem ousado desafiar os seus próprios medos.

Outros porém, sentam-se confortavelmente fingindo estar no pleno domínio da coisa, e a coisa dá-se.

O carrinho começa o seu movimento, até agora é tudo plano. Vem a primeira curva em direção à primeira subida – a primeira consulta – e logo depois a descida – ufa, está tudo bem, tudo sob controlo – e mais à frente uma nova subida com uma descida mais vertiginosa para entrar num looping – uau, mais uma consulta com ecografia e tudo. E, é nesta montanha de consultas, análises, exames, sensações e emoções que vocês fazem esta viagem inebriante.

Eis que surge lá no final uma subida, é gigante. Sobem com uma enorme expectativa, mas parece que nunca mais tem fim, tentam desfrutar da vista. Agarram-se bem, é o início da maior descida desta pista, com um looping gigante no final, agarram-se, gritam, choram e sabe-se lá mais o quê… ufa, graças a Deus, chegou ao fim.

Saem da pista ainda atónitos e voltam naturalmente à rotina das vossas vidas.

O Erro

Puro engano! Nasceu um bebé, mas nasceu também uma mamã e um papá, e agora vocês têm um novo  elemento de peso na família e uma nova experiência. É um recomeço por um novo caminho.

Ter filhos é de facto uma enorme responsabilidade, mas sobretudo um desafio num ato de AMOR, CORAGEM, CONSCIÊNCIA e muita DISPONIBILIDADE.

Coragem para se permitir todas as transformações; corporal, hormonal e emocional.

Consciência de que as estrias, o inchaço, o crescimento mamário irão acontecer, e a ideia de que depois do parto possa não recuperar o culto do seu corpo ao “como era antes”. Se tudo isso é uma obsessão para si, então não tenha filhos.

Coragem e a disponibilidade para mudar rotinas, de sono, de convívio social, de arrumações e limpezas, de alguns hábitos e até mesmo vícios. Se não está disponível para que essas alterações possam acontecer gradualmente na sua vida, então não tenham filhos.

O Milagre do Amor

Ou então tenham filhos! Tenham filhos e deixem-se contagiar e transformar pelo inimaginável milagre do amor.

O corpo, a carreira, a casa, o carro, a estabilidade, a conjuntura, a politica, a corrupção, a instabilidade, a crise, a pandemia, etc. talvez contem muito para si, mas para o seu bebé a única coisa que vai contar é o AMOR, o AGORA e o TEMPO que lhe dedicar, isso é que vai importar e fazer toda a diferença no seu crescimento, desenvolvimento e amadurecimento, e vai definir em quem se vai tornar quando adulto.

Ser mãe ou pai, não é dar, é dar-se incondicionalmente! É deixar o “eu” egoísta de lado por uns tempos para dar lugar a um novo “ser” – o seu “eu” será recuperado mais tarde, transformado, certamente para melhor, mais experiente e mais maduro, valendo a pena cada segundo de doação.

«O amor é paciente, é bondoso; o amor não é invejoso, não é arrogante, não se ensoberbece, não é ambicioso, não busca os seus próprios interesses, não se irrita, não guarda ressentimento pelo mal sofrido, não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade; tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta».

Paulo de Tarso

Um abraço no coração ♥

Fique Ligada!

SEJA A PRIMEIRA A RECEBER TODAS AS NOVIDADES

Gostou? Então partilhe >

Explore Mais:

MSE
mentalzcoach

Uma Conversa Algo Polémica sobre Gravidez

O que lhe vou dizer agora, pode parecer-lhe um pouco polémico, mas infelizmente é a realidade. É verdade que há mulheres que, devido a problemas

MSE
mentalzcoach

Respire

Sempre estamos em stress e ouvimos alguém dizer “respire”, entramos em ebulição com pensamentos do tipo, “este é daqueles que acham que a respiração resolve

VAI SER MAMÁ? 

PARABÉNS! DESCUBRA NESTE

E-BOOK O INÍCIO DE UMA JORNADA

DE DOAÇÃO E AMOR INCRÍVEL!

NÃO VÁ EMBORA, TEMOS UMA

OFERTA

GRÁTIS

PARA SI!