Respire

Sempre estamos em stress e ouvimos alguém dizer “respire”, entramos em ebulição com pensamentos do tipo, “este é daqueles que acham que a respiração resolve tudo, eu respiro desde que nasci, e para além de me manter viv@ nunca me ajudou a resolver nada” – consigo também costuma acontecer algo do género,certo?


Deixe-me fazer-lhe uma pergunta…

Porque é que filosofias milenares como o Yoga, a Ayurveda, Meditações (religiosas ou não), ou mais recentemente a Hipnoterapia e o Mindfulness(atenção plena), e outros tipos de Terapias focam a atenção na respiração, ou em vários tipo de respiração? Sabe responder-me?

É claro que eu também não vou dar-lhe a resposta. Vou apenas apresentar-lhe alguns factos e você tira as suas próprias conclusões, pode ser?


Então vamos lá!…

Quando nascemos, saímos de um meio aquático onde recebíamos o oxigénio e os nutrientes através do cordão umbilical, vindo pré-programados para respirar num espaço respirável.

Realizamos as primeiras respirações de forma adequada – repare na respiração de um recém nascido – através do enchimento e esvaziamento da barriga, denominada respiração abdominal ou diafragmática.

Porém, à medida que crescemos – por motivos estéticos e culturais – vamos perdendo essa capacidade (fica feio estar constantemente a encher e a vazar a barriga), começamos a respirar apenas com a parte superior do tórax (fica mais bonito encher o peito), deixando praticamente de utilizar a parte inferior dos polmões.


Fisiologia da respiração

O nosso aparelho respiratório é concebido para dotar a quantidade ideal de oxigénio ao nosso organismo (salvo algum defeito de fabrico ou de percurso), a capacidade de um é proporcional ao tamanho e desempenho do outro.


Efeitos da respiração torácica

À medida que crescemos e envelhecemos, a nossa respiração torna-se cada vez mais superficial, mais alta – respiração torácica. Esta disfunção deixa de fornecer o oxigénio necessário ao nosso organismo e consequentemente às nossas atividades – embora o corpo se habitue à escassez de oxigénio, mas vai fazendo-nos sentir mais tensos, mais cansados, mais cãibras e até algumas dores musculares e de cabeça.

Faça o teste e comprove: Respire cinco vezes, calma, tranquila e profundamente pelo nariz (enchendo a barriga), e expire devagar pela boca. Uma… duas… três… quatro… e cinco.

Ficou tonta?… Claro, o cérebro não está habituado a receber tanto oxigénio ☺


Durante a gestação respire bem

Durante a gravidez, vale a pena fazer o esforço adicional de aprender a ter uma respiração adequada – respiração diafragmática –  porque para além de estar a fornecer oxigénio ao seu corpo, está também a fornecer oxigénio para o desenvolvimento saudável do seu futuro bebé – embora este tipo de respiração se torne mais difícil à medida que a barriga cresce ☺


Neurofisiologia da respiração

Praticar uma respiração adequada, para além de fornecer oxigénio abundantemente ao seu corpo, ajudará a que todos os músculos relaxem mais facilmente, e consequentemente, músculos relaxados facilitam a passagem de oxigénio e nutrientes através da circulação sanguínea a todo o corpo, bem como à libertação e disseminação de hormonas e endorfinas bem necessárias, principalmente, durante todo o processo do parto.


No trabalho de parto respire ainda melhor

Existem três tipos de respiração que irão ajudá-la, e de que maneira, no trabalho de parto. Se as fizer de forma correta, nos momentos certos, irão (você e o seu bebé) certamente viver uma experiência de parto mais tranquilo e suave.

É claro que, à semelhança de qualquer performer – bailarina, atleta, músico, etc. – terá que treinar, treinar e treinar para que nos momentos certos esteja apta a executá-las (os diferentes tipos de respiração).

Durante a ocorrência das contrações, deverá fazer a respiração ascendente, que eu chamo de respiração MSEax.

Nos intervalos, entre cada contração, volte à sua respiração normal, e se puder beba água, de preferência muita água para se hidratar e hidratar os músculos envolvidos nesse árduo trabalho.

No momento da expulsão do seu bebé, execute consecutivamente e sem esforço a respiração descendente, que eu chamo de respiração MSEdex – facilitadora da expulsão, mantendo os músculos da pelve relaxados – voltando à respiração normal após o nascimento, e já está ☺


Lembre-se, respire e de preferência respire bem!

Um abraço no ♥

Fique Ligada!

SEJA A PRIMEIRA A RECEBER TODAS AS NOVIDADES

Gostou? Então partilhe >

Explore Mais:

MSE
mentalzcoach

Uma Conversa Algo Polémica sobre Gravidez

O que lhe vou dizer agora, pode parecer-lhe um pouco polémico, mas infelizmente é a realidade. É verdade que há mulheres que, devido a problemas

MSE
mentalzcoach

Respire

Sempre estamos em stress e ouvimos alguém dizer “respire”, entramos em ebulição com pensamentos do tipo, “este é daqueles que acham que a respiração resolve

VAI SER MAMÁ? 

PARABÉNS! DESCUBRA NESTE

E-BOOK O INÍCIO DE UMA JORNADA

DE DOAÇÃO E AMOR INCRÍVEL!

NÃO VÁ EMBORA, TEMOS UMA

OFERTA

GRÁTIS

PARA SI!